Pular para conteúdo
  • Programação de terça a domingo

    Fique por dentro da nossa programação de terça a domingo

    veja mais detalhes

  • Sem Eventos

Newsletter
26 de fevereiro, 2018 - 20h16

Ações de melhorias no Mangal continuam durante inverno amazônico

O primeiro trimestre do ano em Belém é marcado por chuvas intensas e sol forte, características do inverno amazônico. E nessa época a Organização Social Pará 2000, que administra o Parque Zoobotânico Mangal das Garças, garante a continuidade do trabalho de manutenção que o espaço requer ao longo do ano.

Referência em educação ambiental, reprodução animal e ecoturismo, o espaço completou 13 anos de funcionamento em 2018, aproximando paraenses e turistas da fauna e flora amazônica. O Mangal, por ter em seu paisagismo trilhas de areia e grandes estruturas de madeira que ficam expostas ao clima, recebem um cuidado constante. “Os extremos do clima da cidade agem diretamente nas estruturas de madeira do Parque. Para garantir sempre a segurança de nossos visitantes e o bom funcionamento do equipamento turístico, realizamos nas segundas-feiras manutenções gerais no Mangal, tais como mutirão de limpeza, revisão elétrica e hidráulica, além de pequenos reparos no dia-a-dia”, explica a gerente operacional da Pará 2000, Vera Cascaes, que ressalta outras intervenções. 

A rampa de madeira que dá acesso ao Restaurante Manjar das Garças, está passando por uma reforma gradativa, com a substituição das madeiras do piso, que recebem ranhuras antiderrapantes, assim como das estruturas de sustentação. “Fazemos inclusive ações preventivas, para evitar ao máximo a interdição dos espaços. Ao detectar alguma peça com desgaste, já colocamos a troca no cronograma da manutenção”, ressalta Vera Cascaes. 

O Mangal teve recuperados vários pontos emblemáticos, tais como as Trilhas das Aningas, Trapiche, além do elevador do Farol, totalmente reformado. Em breve os recantos serão reformados, bem como o Armazém do Tempo.

O borboletário  é mantido diariamente e um dos seus lagos receberá, ainda essa semana, arraias doadas pelo Ibama. O Núcleo Técnico passa por reforma, com espaço específico para necropsia, uma exigência da  legislação ambiental.

A entrada no Parque é gratuita. Para visitar os espaços monitorados: Farol de Belém, Viveiro das Aningas, Borboletário e Museu Amazônico da Navegação é necessário adquirir ingressos, no valor de R$5 por espaço, ou o passaporte no valor de R$15. O horário de funcionamento é de 9h às 18h. A Pará 2000 promove ainda uma programação diária para estreitar o contato com a natureza:

9h – Momento Alimentação de Peixes e Tartarugas no Recanto da Curva

10h e 16h – Momento Soltura das Borboletas no Borboletário

11h, 15h e 17h30 – Momento Alimentação das Garças no Recanto da Curva

11h, 15h e 17h30 – Momento Alimentação das Garças no Recanto da Curva

Por Fernanda Scaramuzzini Ascom OS Pará 2000

Imagem Oswaldo Forte

logotipo Governo do Pará
Libra Design +Tech