Pular para conteúdo
  • Programação de terça a domingo

    Fique por dentro da nossa programação de terça a domingo

    veja mais detalhes

  • Sem Eventos

Newsletter
11 de janeiro, 2019 - 11h17

Mangal das Garças: 14 anos de conservação e educação ambiental

Fundado em 2005, o Parque Zoobotânico Mangal das Garças, chegou como um presente para a cidade, seus moradores e visitantes. Inaugurado no mesmo dia da fundação da cidade de Belém, 12 de janeiro, o Parque ao longo dos seus 14 anos oferece uma opção de contato com a fauna e flora amazônica no coração da cidade.

A Organização Social Pará 2000, que é a responsável pela administração do espaço, realizou ao longo do ano diversas recuperações das estruturas de madeira que compõem os recantos da Margem, do Lago e da Curva, além do guarda corpo do Mirante e passarela do borboletário, por estarem expostos ao desgaste do tempo como sol e chuva. Essas recuperações são fundamentais para a boa conservação do espaço físico e conforto do visitante.

Entre as melhorias estão à instalação de mais quatro bombas no lago principal para aumentar a oxigenação da água que serve de habitat para peixes e tartarugas. Recuperação dos 150 metros do córrego da fonte dos Caruanas, que percorre o Parque, complementando o seu paisagismo.  As estruturas do guindaste de ferro, barco baleeiro e carrinho de raspa raspa muito utilizadas para fotos também receberam uma nova pintura.  

Além da conservação do espaço físico, a administração tem a preocupação com a fauna e flora, e por isso desenvolve pesquisas para oferecer o ambiente adequado para as mais de 550 espécies de animais.

O Mangal das Garças além de ser um parque, é também um zoológico que contribui para a reprodução, pesquisa e educação ambiental. Atualmente existem espécies que já desapareceram de seu habitat natural como o Guará, e que encontram no Mangal um espaço propício para se reproduzirem.  “A reprodução é o melhor indicativo de bem estar animal, resultado de uma ambientação adequada e alimentação balanceada, aliada a pesquisa. É importante frisar que o Mangal não retira animais da natureza”, destaca a veterinária do Parque, Stefânia Miranda.

O zoológico tem uma importância científica muito grande, servindo como temas para teses de graduação, mestrado, doutorado, além de servir como estágio para os futuros profissionais da área de biologia e medicina veterinária.

“Esta é a nossa primeira vez no Mangal, tudo é muito lindo e preservado, o que é muito importante. Estamos conhecendo o borboletário, esta é a primeira vez que meu filho pode ver de perto uma borboleta”, contou a policial militar, de 29 anos Vanda Correia da Silva, natural de Macapá.

“O parque é maravilhoso, a família inteira adorou. A estrutura é bem diferente do que estamos acostumados. Os viveiros fazem com que os animais tenham uma vivencia perto do natural, tudo limpo, um espaço muito bem feito”, avaliou o médico veterinário do Paraná, Endre Flaiban, durante visita ao Mangal. Da Bahia, Jane oliveira, 57 anos, aproveitou a vinda a Belém para visitar o Parque com a família “Amei o parque, a experiência de entrar no ambiente deles é incrível, as crianças estão aprendendo muito” destacou.

E para festejar os 14 anos de funcionamento a O.S Pará 2000 preparou uma programação para a manhã de sábado (12), com o Momento Ecozoo, dando início às comemorações, a partir das 10h30, próximo ao lago dos Flamingos. O projeto ambiental que visa estimular o interesse das crianças pela natureza regional, apresentará cinco animais: iguana, borboleta, guará, marreco e coruja caburé. Este é um momento que a equipe técnica do Mangal explicará detalhes como reprodução, alimentação, hábitos e cuidados que todos devem ter para preservar o meio ambiente e essas espécies da fauna. Em seguida, o Projeto Pôr do Som itinerante levará muito carimbó para o Parque com o Grupo Som de Pau Oco. A programação é gratuita.

Serviço:

14 anos do Parque Mangal das Garças

Data: 12 de janeiro de 2019 (sábado)

Horário de funcionamento: 9h às 18h

Horário da programação especial:

10h30 – Momento EcoZoo

11h – Pôr do Som Itinerante – Grupo Som de Pau Oco

Local: próximo ao lago dos Flamingos e quiosques

A programação é gratuita.

Programação fixa

10h / 16h  – Momento Soltura das Borboletas no Borboletário

11h / 15h / 17h30  – Momento Alimentação das Garças no Recanto da Curva

A entrada no Parque é gratuita.

Por Fernanda Scaramuzzini

logotipo Governo do Pará
Libra Design +Tech